Como administrar as aulas pelo Zoom e algumas dicas de segurança

gestores fazendo uma videoconferencia via plataforma do zoom

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Escolas e professores estão confiando mais do que nunca em videoconferências, para para a condução de aulas online, à medida que se adaptam as medidas de distanciamento social para combater a pandemia do COVID-19. Entre as ferramentas muito utilizadas, está a plataforma Zoom. Isso levou os hackers a procurarem maneiras de explorar essa tecnologia.

Numa tendência recente conhecida como “Zoom bombing”, o invasor participa de uma videoconferência aberta para interromper a reunião exibindo conteúdo inapropriado.

O comunicado de imprensa do FBI sobre a invasão hacker ao software Zoom compartilhou várias dicas para mitigar essa ameaça.

Lista de verificação de segurança para escolas e professores acompanharem sua videoconferência:

  • Conecte-se a uma VPN antes de iniciar a videoaula. A VPN ou Rede Privada Virtual é um aplicativo que criptografa todos os dados transmitidos, incluindo a transmissão de vídeo. Ela cria uma camada de proteção impossibilitando o hacker de acessar as informações do utilizador e invadir sua privacidade.
  • Não torne públicas as reuniões ou salas de aula. No Zoom, há duas opções para tornar uma reunião privada: exigir uma senha de reunião ou usar o recurso de sala de espera e controlar a admissão de convidados.
  • Não compartilhe um link para uma teleconferência ou sala de aula em uma postagem de mídia social irrestrita e disponível publicamente. Forneça o link diretamente e apenas para pessoas específicas.
  • Gerenciar as opções de compartilhamento de tela. No Zoom, altere o compartilhamento de tela para “Somente host”.
  • Verifique se os usuários estão usando a versão atualizada dos aplicativos de acesso remoto / reunião.
  • Por fim, verifique se a política ou guia de teletrabalho de sua organização atende aos requisitos de segurança física e de informações. Além de atenuar a ameaça do bombardeio com o Zoom, as empresas devem seguir orientações para ajudar a proteger a confidencialidade das informações compartilhadas durante as videoconferências. Para compartilhar certos tipos de informações, uma empresa também pode ser obrigada a implementar outras salvaguardas de privacidade e segurança como uma VPN.

O Zoom ainda é seguro para uso na maioria dos casos

Tudo isso significa que o Zoom não é seguro? Não!

A menos que você esteja discutindo segredos estatais ou corporativos ou divulgando informações pessoais de saúde para um paciente, o Zoom pode ser utilizado.

Primeiro, pode ser mais seguro ingressar em uma reunião do Zoom por meio do navegador da Web, em vez de usar o software de desktop para Windows, Mac ou Linux.

Em março de 2020, o Zoom lançou, de forma constante, novos aprimoramentos de segurança para sua versão. Mas ele reteve essas mesmas correções para os clientes de desktop até a versão 5.0, com vencimento em 26 de abril.

A plataforma gostaria que você pensasse que o software é necessário para participar de uma reunião do Zoom. Não é. Você não precisa instalar nada para utiliza-lo.

Além disso, ao clicar em um link para ingressar em uma reunião, o navegador abrirá uma nova guia e você será solicitado a usar o software da área de trabalho. Mas, por baixo disso, em letras miúdas, há um link para “ingressar no seu navegador”.

Caso você esteja organizando uma reunião pela plataforma

Solicite aos participantes desta reunião que encontrem com uma senha que é disponibilizada pela plataforma.

Nas aulas da escola, nas reuniões após o trabalho ou até mesmo nas reuniões do local de trabalho relacionadas aos negócios de rotina, não há muito risco no uso do Zoom. As crianças provavelmente continuarão reunindo-se através dele, pois podem até usar os filtros do Snapchat no Zoom.

Aliás, você só precisa estar ciente de que o software cria uma enorme “superfície de ataque”, como os profissionais de segurança gostam de dizer, e que os hackers tentarão fazer de tudo para invadir os computadores alheios da melhor maneira possível. Eles já estão registrando muitos domínios falsos relacionados a plataforma e desenvolvendo Malwares com o tema Zoom.

Em conclusão a vantagem é que, se muitas falhas no software forem encontradas agora e corrigidas em breve, o Zoom será um dos melhores – e mais seguro – para todos.

Gostou? Receba conteúdos como este!

Newsletter quinzenal com conteúdos para simplificar o seu trabalho

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Explore outros conteúdos