fbpx

WhatsApp Pagamentos e as mensalidades escolares

WhatsApp Pagamentos e as mensalidades escolares

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

O Brasil está passando por uma grande revolução digital, especialmente no que se refere aos pagamentos digitais. Nos últimos anos, muitas empresas e muitos métodos de pagamentos surgiram. No final do ano passado, um se destacou e foi aderido por muitas pessoas: o Pix (tem outros conteúdos aqui no Blog sobre ele). Ele é o método oficial do Banco Central do Brasil e todos os bancos tem ele como tecnologia comum. Mas, outro meio de pagamento está surgindo e, sem dúvida, será muito usado também: o WhatsApp Pagamentos. O Banco Central do Brasil regulamentou o uso dele na última semana.

O WhatsApp Pagamentos permitirá o envio de dinheiro através das conversas de WhatsApp. Bastará que quem envia o dinheiro vincule uma conta ou um cartão de débito, e quem receber, indique a conta de destino do dinheiro. O uso será entre pessoas físicas (gratuito) e entre pessoas físicas e jurídicas (aqui, cobrando uma taxa de quem recebe).

A página oficial do WhatsApp Pagamentos mostra algumas informações e orientações, mas nem todos os dados relevantes são destacados neste ponto. A nossa equipe apurou que tudo isso funcionará apenas com algumas bandeiras de cartões e alguns bancos parceiros. Ou seja, não estará disponível pra todo mundo, o que é uma grande diferença se comparada ao Pix.

Quanto as taxas de utilização, assim como o Pix, a informação é que é “de graça”. Mas isso se aplica apenas para pessoas físicas que enviam dinheiro entre si e num volume “baixo” de transações. No momento que o uso passa a envolver operações de empresas, haverá uma taxa que pode variar desde um valor fixo, até um percentual do valor recebido. Esse custo será divulgado em um segundo momento.

 

Quando o WhatsApp Pagamentos estará funcionando

Em 2020 o Facebook, empresa proprietária do WhatsApp, chegou a anunciar o início do WhatsApp Pagamentos no Brasil. O projeto é novo e ainda não foi liberado globalmente. No anúncio, o Brasil e a Índia foram os países escolhidos para o início da operação. Mas, o Banco Central do Brasil barrou a utilização dias após o lançamento, indicando a necessidade de regulamentar seu uso em território nacional.

Essa regulamentação aconteceu e foi oficializada no final de março de 2021. A partir disso, o Facebook pode avançar na implementação deste novo serviço, e a liberação oficial depende apenas da própria empresa. Este Blog acredita que a liberação deve ocorrer nas próximas semanas, e isso será de forma gradativa. Primeiro, focando em pagamentos individuais entre pessoas, depois, entre pessoas e empresas.

 

Posso usar o WhatsApp Pagamentos para receber mensalidades escolares?

O objetivo do WhatsApp Pagamentos são as transações financeiras entre pessoas, e de pessoas para empresas. Neste segundo caso, o objetivo será para facilitar compras de produtos e acessórios (como roupas, bijuterias, etc). O próprio WhatsApp Bussiness, assim como o Instagram Store, focam em pequenas vendas de produtos para o consumidor final, simplificando o processo de compra dos pequenos lojistas.

Portanto, o WhatsApp Pagamentos não é um produto voltado para a área educacional. As instituições de ensino que quiserem receber valores pelo WhatsApp, até poderão fazer isso, mas, não será uma experiência amigável para ambos os lados.

No caso do aluno, ou dos seus responsáveis, a ação de pagamento seria manual, entrando num chat de conversa e enviando dinheiro e tendo que digitar manualmente o valor pago. Isso não gera recibos nem uma segurança para estas pessoas de que a mensalidade foi paga – por exemplo. Já no caso da instituição de ensino, o controle seria totalmente manual, sem vínculo com seus sistemas de gestão. Além disso, o custo deste meio de recebimento deve ser mais elevado do que por outros meios.

 

Afinal, fará sentido o uso do WhatsApp Pagamentos em minha instituição de ensino?

O produto financeiro é novo e sem dúvida, vai amadurecer com o tempo. Mas com base nas informações já existentes, podemos concluir que o uso será caro e sem integrações tecnológicas, já que o WhatsApp Bussiness ainda é muito fechado e limitado para isso. O foco é: e-commerce e lojas de produtos/acessórios.

O método de pagamento pode ser útil em algumas campanhas de captação de alunos, onde o vendedor da matrícula já pede o pagamento da taxa de matrícula. Porém, estando ciente de que a matrícula em si e a baixa do valor no sistema de gestão da instituição, seja ele qual for, será feita de forma manual. Neste caso, até pode fazer sentido para simplificar essa etapa de acolhimento do aluno e agilizar o vínculo entre a oferta e a matrícula.

Por fim, para as etapas de pagamento de mensalidades, sem dúvida, existem outras opções mais interessantes. Destaque neste ponto para o Pix, que pode ser ofertado ao aluno, também para pagamento digital, com o valor sendo recebido imediatamente pela instituição, e com a possibilidade de uso de forma integrada, a depender do sistema e do parceiro bancário da sua instituição. Leia outros conteúdos sobre como o Pix pode beneficiar a sua instituição de ensino.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Gostou? Receba conteúdos como este!

Newsletter quinzenal com conteúdos para simplificar o seu trabalho

Seus dados estarão protegidos e serão usados conforme a nossa Política de Privacidade.

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Explore outros conteúdos

Busca no Unimestre.com

Conte para nós: o que você está buscando?

small_c_popup.png

Dicas e orientações para

Professores, Alunos e Responsáveis pelos estudantes

O Unimestre é um software de gestão educacional. Toda a gestão das informações de professores, estudantes, responsáveis… é de responsabilidade exclusiva das próprias instituições de ensino.

São elas que definem as regras de acesso e utilização do sistema.

Em respeito à privacidade dos seus dados, nós da Empresa que Desenvolve o Unimestre, não temos acessos aos seus dados pessoais.

Se você está buscando suporte ou tirar alguma dúvida, entre em contato diretamente com a sua instituição de ensino.