7 hábitos para implementar antes do ano acabar e começar o próximo ano do jeito certo

7 hábitos para implementar antes do ano acabar e começar o próximo ano do jeito certo

Você vai esperar o próximo ano começar para decidir o que fazer da sua gestão educacional?

Esperamos que esse artigo possa fazer contribuições para antecipar esse planejamento. Certamente esta reta final de ano esteja bastante movimentada, mas ainda assim, a hora de planejar o futuro da sua instituição é agora!

Aproveite este momento para analisar o que aconteceu ao longo deste ano e para definir estratégias para o ano que está chegando. Faça o dever de casa e garanta que quando o dia 1º de janeiro chegar, ele virá junto de ações já planejadas e assertivas.

A criação de alguns hábitos podem auxiliar, tanto nesse período de planejamento, quanto na gestão da sua instituição.

 

1. Entenda o seu momento atual

A movimentação do dia a dia acaba exigindo muito tempo operacional, deixando pouco tempo para a análise estratégica das situações. As vezes é necessário parar tudo, dar um passo atrás, e olhar para dentro da instituição de forma analítica. Ninguém conhece a sua instituição e o seu trabalho como você, mas, é preciso garantir que esse conhecimento seja usado de forma estratégica.

Em primeiro lugar, olhe para os números, eles nunca mentem. Analise periodicamente a quantidade de alunos, as receitas e as despesas, o índice de inadimplência, o percentual de lucratividade, assim como o índice de evasão escolar.

Em segundo lugar, entenda o mercado e a comunidade onde a sua instituição está inserida. Busque a comparação com outras instituições que tenham um perfil semelhante ao seu. Isso é importante para ver o que eles estão fazendo. Essa informação pode ajudar a propor mudanças, que com a sua criatividade, serão adaptadas para a sua necessidade.

2. Avalie a satisfação

Jamais esqueça de entender o que a sua comunidade acadêmica está sentindo. É importante abrir espaço para os alunos e seus responsáveis, além dos professores, coordenadores e os demais colaboradores.

Aplique periodicamente uma Avaliação Institucional. Tenha uma ouvidoria eficiente. Crie um espaço para que as pessoas possam enviar as suas contribuições.

A união dessas informações pode gerar ótimas ideias, criando diferenciais para a sua escola ou faculdade.

3. Faça e acompanhe o orçamento

Quando falamos das atividades de sala de aula, sabemos a importância do planejamento feito pelos professores. Administrativamente, não pode ser diferente.

Determine quais são os centros de custos da sua instituição. Registre a expectativa de receitas em cada um deles – isso vai lhe ajudar a saber as margens de descontos de mensalidades e as possibilidade de negociações de inadimplências.

Registre ainda a previsão de despesas por tipos. Não basta que a sua instituição encerre o ano, tendo pago o 13º dos funcionários e com a conta positiva. É necessário ter recursos para fazer investimentos. As instituições que analisam essas números mensalmente, inegavelmente tem mais chances de crescimento.

4. Determine investimentos e melhorias

Agora que você entendeu o seu cenário atual, acolheu as sugestões dos alunos e professores e definiu metas orçamentárias, certamente você está preparado para planejar o próximo passo.

Determinar quais investimentos priorizar e qual estratégia seguir, afinal, a escolha correta pode determinar o sucesso e o crescimento real da sua instituição. O foco destas ações indicará a forma como a sua instituição será reconhecida. Esse reconhecimento norteará os alunos interessados em matrículas e pautará o investimento que eles estarão dispostos a fazer.

5. Facilite e promova a comunicação

Não seja reativo pois o segredo do sucesso é a pró-atividade. Garanta que o que acontece no dia a dia da sua instituição, chegue até os estudantes e seus responsáveis. O modelo “postei uma novidade no Facebook” já não funciona mais. Explore o seu site, compartilhe informações por e-mail, ou gere notificações pelo aplicativo para smartphone.

Um dos grandes segredos de instituições de sucesso é o relacionamento eficiente com os estudantes. Esse envio de informações pode ser, tanto de informações relacionado ao vínculo acadêmico do aluno, quanto de notícias institucionais.

Ah, e não faça uma comunicação muito “burocratizada”, ok? Ou seja, converse com a sua comunidade acadêmica, isso será muito mais eficiente!

6. Melhore a experiência

Vivemos em tempos onde tudo parece acontecer de forma mais rápida. Garantir que a sua instituição esteja em movimento, acompanhando as novidades, é algo muito importante.

Foque numa gestão moderna e orientada a resultados, adaptável e conectada com o mercado.

Crie novos facilitadores e melhore a experiência das pessoas com a sua instituição. Faça tudo pensando tanto nos estudantes, quanto nos colaboradores – são eles a chave do seu sucesso.

7. Esteja no controle

Crie um plano de ação para tudo o que você decidir fazer. Comunique-se com a sua equipe, explique o que está acontecendo e delegue responsabilidades.

Determine os indicadores que serão analisados, agende reuniões periódicas de acompanhamento. Sem dúvida, as vezes é necessário ajustar os ponteiros durante a jornada.

Não perca o foco sobre o rumo que você quer dar para a sua instituição!

 

Tudo pronto?

Em resumo, todos os pontos acima exigem muita dedicação. Essas atividades precisam se tornar um hábito, para garantir que a instituição esteja atuando continuamente com foco nos objetivos por você traçados.

 

E agora, você vai esperar o próximo ano para começar a decidir o que fazer dele? A hora, é agora!