Ferramentas gratuitas que podem lhe auxiliar nas aulas EAD

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

A migração para aulas EAD pegaram muitas escolas/faculdades de surpresa, e algumas tiveram que se adaptar rapidamente com ferramentas gratuitas disponíveis na internet. É o momento de se reinventar e de implementar novas ferramentas no dia a dia da Instituição.

Neste post iremos trazer algumas ferramentas gratuitas para que os professores tenham maior engajamento com seus alunos, e consequentemente, que eles desenvolvam suas habilidades mesmo em casa.

 

As discussões dos assuntos que eram em sala, podem ir para um grupo no Facebook

Anteriormente, os professores disponibilizavam um material para os alunos lerem e posteriormente abria uma discussão entre a turma. Mas e agora? Como fazer isso, se não temos um software que permite a elaboração de um fórum. Para substituir temporariamente, a alternativa é criar um grupo no Facebook com a turma. O professor publica o texto, vídeo ou material, e solicita que seus alunos façam o acesso e gera o tópico de discussão sobre o tema.

O grupo do Facebook é uma ótima alternativa, mas por outro lado, os professores terão que fazer manualmente o controle de quem respondeu ao “fórum”. Dependendo a quantidade de alunos e turmas, isso pode exigir muito tempo de organização dos professores, pois leva um tempo maior para a correção da atividade.

 

O e-mail é uma ótima ferramenta

Apesar de não ser uma novidade, o e-mail é uma ferramenta pouco explorada e extremamente útil para estabelecer uma comunicação direta entre alunos e professores.

Através dele também é possível que os estudantes entrem em contato com o educador para compartilhar dúvidas ou realizar questionamentos, caso necessário. Os professores e coordenadores podem enviar avisos, atividades e informações relevantes sobre o curso para toda a classe.

Por este canal, não fica claro quais são os usuários que leram o conteúdo e tiveram acesso efetivo à comunicação gerada.

 

E para fazer uma prova on-line?

A elaboração de provas on-line pode ser feito de ferramentas como o Google Forms e o Microsoft Forms. Ambos permitem questões de múltipla escolha e de perguntas com respostas descritivas. O processo de correção depende do tipo de conta e vínculo do usuário. Se forem contas comuns, os formulários devem ser corrigidos manualmente. Agora, se a conta estiver vinculada a uma conta corporativa (da sua instituição), o formulário pode se tornar um questionário onde é possível indicar, já no cadastro, a alternativa correta. Ambos são uma ótima alternativa para os professores que precisam aplicar as provas, e não possuem uma plataforma especifica para isso.

 

Como vimos, existem caminhos e opções de softwares que podem resolver demandas específicas e auxiliar os professores nas aulas EAD. Porém, há todo um esforço de configuração, implementação, criações de listas, além de um trabalho manual para unificar todos esses dados. Na maioria das vezes o esforço de implementar ferramentas gratuitas se torna caro, por exigir muito tempo e dedicação da equipe.

Você sabia que existem softwares que podem otimizar essa experiência EAD da sua instituição e simplificar a gestão?!

É isso mesmo que você leu, a sua instituição pode contar com um sistema de gestão do Ensino a Distância. Além de ajudar você com todas as questões de aulas (provas, fóruns, aulas gravadas, distribuição de materiais, links de vídeos, e outros) ele pode contribuir para um bom funcionamento de toda operação administrativa e financeira.

Além disso, utilizar uma plataforma especifica para o seu ensino a distância melhora o desempenho dos alunos. Tudo o que ele precisar estará concentrado em um único local e ele terá todas as informações que precisa diretamente no Portal do Aluno! Estes recursos não são possíveis usando várias ferramentas gratuitas.

Gostou? Receba conteúdos como este!

Newsletter quinzenal com conteúdos para simplificar o seu trabalho

Compartilhe:

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Explore outros conteúdos