Aprovado o ensino remoto até 2021 e a junção dos anos letivos de 2020 e 2021

Ensino remoto aprovado até 2021

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Após muitos questionamentos sobre a situação da educação no Brasil e o retorno ou não das atividades presenciais, nesta terça feira (06/10), o Conselho Nacional da Educação (CNE) aprovou o ensino remoto até 2021, além da junção dos anos letivos de 2020 e 2021. Esta aprovação será valida para todas as redes de educação, sendo pública, privada ou educação comunitária. Também é válida para da educação básica até a superior.

No que se refere a junção dos anos letivos, foi firmado que cabe aos estados e municípios a tomada de decisão. Para a educação básica por meio de continuum curricular. Já para os estudantes do terceiro ano do ensino médio, a aprovação de um ano letivo suplementar.

O texto aprovado fala sobre “reordenamento curricular do que resta do ano letivo de 2020 e do ano letivo seguinte, pode ser reprogramado, aumentando-se os dias letivos e carga horária do ano letivo de 2021 para cumprir, de modo contínuo, os objetivos de aprendizagem e desenvolvimento previstos no ano letivo anterior”.

A respeito das avaliações o texto fala da permissão para a redefinição de critérios avaliativos. Com uma recomendação especial para estudantes dos anos finais do ensino fundamental (5° e 9° ano). Isso porque essa etapa registra alto índice de abandono escolar e reprovação.

Ensino Remoto

Com essa aprovação da continuidade do ensino remoto, é importante que as instituições replanejem suas atividades, pensando a respeito da melhor forma de engajar os alunos. Sempre trabalhando em conjunto com os pais para que a rotina do online seja cumprida e os alunos participem das aulas. Afinal de contas, muitas instituições vão trabalhar com o ensino remoto até 2021. Confira as diferenças entre ensino remoto, EAD e ensino híbrido.

O posicionamento de cada instituição depende, não apenas das decisões municipais, mas das suas próprias estratégias. Independente da decisão que será tomada no futuro, as instituições já precisam se planejar e antecipar possibilidades de gestão, aprimorando o ensino a distância, modernizando a sua gestão para uma operação digital, e capacitando suas equipes e profissionais para este momento.

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Lamentamos que este post não tenha sido útil para você!

Vamos melhorar este post!

Diga-nos, como podemos melhorar este post?

Gostou? Receba conteúdos como este!

Newsletter quinzenal com conteúdos para simplificar o seu trabalho

Compartilhe:

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Explore outros conteúdos